Inteligência de mercado

Big Data e Inteligência Artificial: Decifrando a aplicação nos negócios

10/02/21 por Washington Fray

Sabemos que cada vez mais empresas constroem suas estratégias a partir de dados coletados em sistemas de big data e inteligência artificial (IA).

Na prática, trabalhar com dados de negócios tem a ver com ferramentas e aplicativos, mas também com análises baseadas em informações reais.

Assim, além de definir e acompanhar metas, os dados tornam-se úteis para uma empresa no planejamento de ações para cada etapa da jornada do consumidor.

Principalmente a partir de coleta diária de dados as decisões estratégicas passam a ser tomadas com menos riscos para a operação.

Big data e IA para negócios

Para compreender como aplicar o big data e os sistemas de inteligência artificial em prol de uma empresa, nada melhor do que exemplos.

No setor financeiro, bancos privados já usam sistemas de inteligência artificial e big data para encurtar a distância entre a instituição e suas clientes.

Nesse sentido, as montadoras de veículos também apostam em tecnologia e orientação por dados para se diferenciar da concorrência.

Até mesmo as operadoras de TV à cabo e banda larga estimulam seus consumidores com base nas informações coletadas regularmente sobre eles.

Big data e inteligência na prática

Portanto, vamos apresentar alguns cases que servem como inspiração para diferentes gestores, seja qual for o segmento ou nicho de mercado.

Assistente virtual

A união entre as empresas Bradesco e IBM aconteceu em 2014 com o objetivo inicial de implementar a inteligência artificial na operação bancária. 

O resultado chama-se BIA, a assistente virtual do banco, que também usa a inteligência artificial para tirar dúvidas dos clientes sobre produtos e serviços. 

Somente depois de testar o sistema em atividades internas na empresa e aprimorar o uso dela o banco levou ao público externo. 

A partir da combinação de big data e IA, a assistente virtual do Bradesco consegue armazenar dados sobre 62 produtos.

Além disso, a BIA responde, em média, 300 mil perguntas a cada mês e taxa de precisão das suas informações chega a 95%.

Sistema inteligente

No cenário de automóveis a Volkswagen lançou o modelo Virtus, que já vem com sistema de interatividade por voz, texto ou imagens. 

Ou seja, ao invés de passar as informações sobre o manual do automóvel de forma tradicional, em um livro, o serviço agora é oferecido a partir de um aplicativo.

Assim, o usuário consegue ter respostas sobre dúvidas usando fotos do painel do carro, interpretadas pelo aplicativo com base em big data e IA.

Painel de controle

Já a operadora Sky, que oferece serviço de TV por cabo e banda larga, apostou em inteligência artificial IA ao criar um painel de controle para coordenar, catalogar e analisar mais de um milhão de dados do seu sistema.

Desta forma a empresa consegue identificar diferentes tipos de falhas ou problemas que podem afetar a operação.

Chatbots

A tecnologia de chatbots ajudam a Leroy Merlin a atender seus clientes a partir da LIA, uma assistente virtual que tira dúvidas desde troca de produtos até informações sobre serviços e horários de funcionamento das lojas. 

O mesmo sistema faz parte da estratégia da Via Varejo, holding que controla as marcas Pontofrio e Casas Bahia, em forma de canal de comunicação com os consumidores.

Big data e IA no seu negócio

A partir destes cases reais os gestores conseguem vislumbrar soluções para cada tipo de negócio com base em suas características.

Certamente esta é uma oportunidade para que a gestão possa transformar ou aprimorar a operação com base em dados coletados de forma inteligente.

Ou seja, ao aplicar inteligência artificial e fazer análise de big data na realidade dos negócios, consequentemente a empresa trilha o caminho da inovação.

E você, já conhecia essas aplicações do Big Data? Descubra a solução da Neoway e como ela pode ajudar seu negócio com o poder dos dados!

Tags: